Links de Acesso

Jovens guineenses debatem futuro entre incertezas

  • Lassana Casamá

Jovens querem ter voz

Redes juvenis organizam debates em todo o país

Milhares de jovens guineenses encontram-se a debater temas sobre o seu futuro, como emprego, formação e saúde.

A iniciativa acontece por conta de diferentes redes associativas que desenvolvem reflexões, em Bissau e no interior do país.

O presidente do Conselho Nacional da Juventude, Aissato Forbs Djaló, diz que “não se pode desassociar os problemas dos jovens guineenses da realidade social, política e económica do país”.

Amadu Tidjane Seide, da Rede das Associações Juvenis, que se encontra reunida em Gabué de opinião, no entanto, que a juventude guineense não está ainda preparada para assumir o presente e o futuro do país.

Entretanto, há quem denuncia o facto de os jovens guineenses serem usados apenas para as conquistas de votos e depois descartados.

Aissato Forbes Djalo aceita esta “crítica”, mas defende que esta tendência “apenas pode ser alterada, pela positiva, mediante acções concretas de sensibilização e formação dos jovens”.

Por seu lado, Seide não tem rodeios em afirmar que a juventude guineense tem o futuro adiado.

Fórum Facebook

XS
SM
MD
LG