Links de Acesso

Jovens do Uíge marcham para exigir promessas de emprego a João Lourenço


Manifestantes em Uige, Angola

Jovens activistas, estudantes e desempregados marcharam, neste sábado, 24, pelas ruas da cidade de Uíge, para exigir do presidente João Lourenço o cumprimento das promessas eleitorais, que incluem o emprego.

Jorge Kisseque, um dos organizadores, recordou que João Lourenço prometeu, na campanha para a presidência, a criação de 500 mil postos de trabalho, e que passados dois anos no poder tal não se verifica.

A marcha, que culminou a 100 metros do largo do governo provincial, faz parte de um movimento nacional, no qual os jovens exigem também a melhoria da situação económica e social do país.

“Nós pretendemos que a juventude acorde. Tivemos boa participação e precisamos mais. Não temos emprego e vivemos na miséria", disse Kisseque.

Ele sublinhou que "a cesta básica alterou de preço...compramos a mala de peixe carapau a 30.000 kuanzas, o saco de arroz a oito mil, e nós que não trabalhamos, como fica?”

O activista Kisseque adiantou que os jovens “estão preparados para sair às ruas sempre que for possível, enquanto não verem resolvidos o problema do desemprego”.

O último relatório do Instituto Nacional de estatística de Angola aponta a subida para 8,8 % do nível do desemprego entre Janeiro de 2017 e Janeiro de 2018.

Fórum Facebook

Poderá gostar também

XS
SM
MD
LG