Links de Acesso

Jornalistas respondem a processo-crime apresentado por Abel Chivukuvuku


Abel Chivukuvuku

Líder da CASA-CE diz que jornalistas da Rádio Despertar o acusaram de desviar fundos da coligação

Dois jornalistas da Rádio Despertar vão ser ouvidos na quarta-feira, 23, pela Direcção Nacional de Investigação e Acção Penal (DNIAP), da Procuradoria-Geral da República (PGR) de Angola, na sequência de um processo-crime movido contra eles pelo presidente da CASA-CE, Abel Chivukuvuku.

O líder daquela coligação, a terceira força política de Angola, acusa Queirós Anastácio Chiluvia e António Festo de o terem acusado de desviar fundos da CASA-CE.

A confirmação do processo-crime foi avançada pela DNIAP em comunicado.

A VOA tentou falar com as partes mas sem sucesso.

No domingo, 20, o deputado pela UNITA, David Mendes, escreveu na sua página no Facebook que também era um dos visados e deixou um aviso.

“Tomei conhecimento de uma participação criminal feita contra a minha pessoa por Abel Chivukuvuku. Espero que o líder da CASA-CE esteja seguro do que está a fazer porque as provas que tenho contra ele poderão o levar a ser o primeiro líder da oposição a responder por crime de peculato”, escreveu David Mendes, que no entanto, não foi notificado pela justiça.

A reportagem que deu origem a este processo foi para o ar na Rádio Despertar em 2018 quando era tratada de uma certa crispação no seio da coligação.

Fórum Facebook

XS
SM
MD
LG