Links de Acesso

Jornalistas da televisão pública são-tomense paralisaram actividades


Profissionais da Televisão São-tomense em greve, São Tomé e Príncipe (Foto de Arquivo)

Sindicato promete greve geral se Governo não respoder às suas reivindicações

Os trabalhadores da Televisão São-Tomense (TVS) suspenderam nesta quinta feira, 26, as suas atividades em protesto contra a falta de pagamento de um subsídio atribuído aos profissionais da comunicação social, devido há três meses.

Yolanda Graça, presidente do Sindicato dos Jornalistas e Técnicos da Comunicação Social de São Tomé e Príncipe, lamenta o incumprimento por parte do Governo e ameaça com uma paralisação total do sector.

"Há cinco meses de que não há nenhum sinal de pagamento”,, justifica e garante que "caso não haja uma resposta ou acção positiva por parte do Governo, amanhã, sexta-feira a paralisação será total a nível da comunicação social”.

Graça avançou que os trabalhadores da rádio pública também paralisaram as suas actividades durante algumas horas.

A sindicalista lembrou ainda que o não pagamento do subsídio é apenas um dos vários problemas com que se deparam os profissionais da comunicação social.

Fórum Facebook

XS
SM
MD
LG