Links de Acesso

Jornalista americano Danny Fenster libertado pela Junta Militar de Myanmar


Danny Fenster, jornalista americano, com o antigo embaixador e enviado especial Bill Richardson, antes de deixarem Myanmar

Ele tinha sido condenado a 11 anos de prisão e incorria noutra pena de prisão perpétua

O jornalista norte-americano Danny Fenster, detido em Maio pela Junta Militar em Myanmar e condenado a 11 anos de prisão na sexta-feira, 12, foi libertado nesta segunda-feira, 15.

O anúncio foi feito pelo antigo embaixador americano nas Nações Unidas Bill Richardson.

"Estamos muito gratos por Danny poder finalmente voltar para os seus entes queridos, que têm trabalhado sempre pela sua libertação, contra todas as probabilidades", disse Richardson, também antigo enviado especial para a Coreia do Norte e ex-governador do Estado de Novo México.

Fenster, chefe de redacção da revista online Frontier Myanmar, foi condenado por, alegadamente, espalhar informações falsas ou provocadoras, contactar organizações ilegais e violar a lei da imigração,

O secretário de Estado americano também saudou a libertação de Fenster, “detido injustamente".

"Saudamos a libertação do jornalista americano Daniel Fenster da prisão em Myanmar, onde foi injustamente detido por quase seis meses", afirmou o secretário de Estado Antony Blinken, em comunicado.

A família de Danny Fenster, em nota, manifestou a sua alegria, dizendo que “Danny foi solto e está a caminho de casa - mal podemos esperar para tê-lo em nossos braços”.

"Somos imensamente gratos a todas as pessoas que ajudaram a garantir sua libertação, especialmente o embaixador Richardson, bem como nossos amigos e o público que expressou seu apoio e esteve ao nosso lado enquanto suportamos esses longos e difíceis meses ", concluiu a família.

A sentença de Fenster foi a punição mais severa atribuída ao grupo de sete jornalistas condenados desde que os militares tomaram o poder em Myanmar, no golpe de Estado de 1 de Fevereiro.

O jornalista enfrentava ainda mais duas acusações - por terrorismo e sedição -, crimes passíveis de prisão perpétua.

Bill Richardson indicou que a libertação de Fenster foi negociada durante uma recente visita a Myanmar, numa reunião presencial com o líder militar que depôs o Governo eleito da Nobel da Paz Aung San Suu Kyi.

Fórum Facebook

XS
SM
MD
LG