Links de Acesso

João Lourenço nomeia Fernando Garcia Miala para novo chefe da Secreta


João Lourenço

Miala esteve preso durante quatro anos durante a Presidência de Santos por insubordinação

O Presidente de Angola, João Lourenço, promoveu nesta segunda-feira, 12 , o Tenente General Fernando Garcia Miala ao grau de General e o nomeou chefe do Serviço de Inteligência e Segurança do Estado.

João Lourenço exonerou do cargo o comissário Eduardo Filomeno Bárber Leiro Octávio, de acordo com uma nota de imprensa da Casa Civil do Presidente da República.

Miala já havia sido director da Secreta durante a presidência de José Eduardo dos Santos.

Em 2006, Fernando Garcia Miala foi afastado das suas funções sob acusação de tentativa de golpe de Estado e, a 20 de Setembro de 2007, foi condenado a quatro anos de prisão efectiva pelo Supremo Tribunal Militar (STM), pelo crime de insubordinação, tendo cumprido a pena.

Os arguidos foram acusados de prática de crime de insubordinação, por não terem comparecido numa cerimónia de desgraduação no Estado-Maior General das Forças Armadas Angolanas, por ordem do seu chefe, o general Francisco Furtado.

Fernando Garcia Miala enfrentou acusações mais sérias, que foram a causa da sua exoneração por despacho presidencial: deslealdade ao Chefe de Estado, desrespeito à sua autoridade, suspeitas de tentativa de golpe de Estado e desvios de fundos.

Fórum Facebook

XS
SM
MD
LG