Links de Acesso

João Lourenço e Isaías Samakuva discutem intolerância política

  • Coque Mukuta

João Lourenço e Isaías Samakuva reuniram-se hoje

Em encontro na Presidência da República analisaram também a situação dos ex-militares das FALA

O Presidente angolano recebeu nesta quarta-feira, 18, o líder da UNITA no Palácio Presidencial, em Luanda.

Na agenda do primeiro encontro entre João Lourenço e Isaías Samakuva, esteve o combate à intolerância e à exclusão, disse à VOA uma fonte bem informada.

Outro assunto analisado foi a situação dos antigos militares da FALA, exército da UNITA, que continuam sem receber qualquer compensação do Estado, como acordado aquando do fim da guerra civil.

Isaías Samakuva disse que a audiência passou em revista vários assuntos pendentes da governação anterior, mas também o que o preocupa.

“Começamos por abordar aquilo que chamamos da necessidade da consolidação do Estado. O que passa pela despartidarização do estado” disse, acrescentando que “o combate à exclusão e a intolerância política, mas também o facto de muitos ex-militares continuarem sem poder provar que foram antigos combatentes”.

Samakuva entende que muitos assuntos são do domínio de João Lourenço porque participou da governação de José Eduardo dos Santos, mas outros talvez não,

Para isso, o líder da UNITA considerou que João Lourenço terá de levar os ministérios a atender as preocupações pro ele levantadas.

Para o cientista político Rui Kandove, este acto visa amenizar as relações entre as partes e poderá levar "à resolução de muitas queixas da UNITA.

Para Kandove, poderá acontecer com outros partidos na oposição, embora reconheça que "a UNITA é muito diferente dos demais".

Recorde-se que poucas foram as vezes em que José Eduardo dos Santos recebeu Isaías Samakuva.

A primeira foi a 1 de Julho de 2003, após a eleição de Samakuva à lideranla do partido.

Santos voltou a receber o líder da UNITA em mais três ocasiões.

Entretanto, após as eleições de 23 de Agosto, Isaías Samakuva prometeu não legitimar qualquer instituição vinda do processo que considerou “fraudulento”.

Fórum Facebook

XS
SM
MD
LG