Links de Acesso

IVA e suas implicações em Angola

  • Coque Mukuta

Economistas analisam seu impacto.

O Fundo Monetário Internacional (FMI) considerou fundamental para a manutenção da arrecadação de receitas em Angola a implementação de um Imposto sobre o Valor Acrescentado (IVA) num futuro próximo.

Economistas angolanos acreditam que a medida pode ser boa, mas vai afectar os bolsos dos cidadãos.

IVA e suas implicações em Angola - 4:28
please wait

No media source currently available

0:00 0:04:28 0:00
Faça o Download

Ricardo Velloso, chefe da missão do FMI, anunciou que as negociações com Angola para um programa de assistência vão continuar no segundo semestre deste ano, com “discussões adicionais” e o Governo para manter de manter a prudência fiscal até às eleições gerais de 2017.

Entretanto, Velloso considerou fundamental para a manutenção da arrecadação de receitas a implementação de um Imposto sobre o Valor Acrescentado (IVA) num futuro próximo em Angola.

O economista Preciso Domingos considera que esta medida vai pesar no bolso do cidadão, mas significará também uma maior consciencialização da cidadania.

O consultor económico, Lopes Paulo também diz que o cidadão terá de pagar mais, mas alerta que, pela falta de organização do comércio angolano, será uma medida difícil de implementar.

Um dos grandes problemas, segundo ele, é a falta de informatização do comércio, em que as facturas passadas à mão ainda é uma realidade.

Aquele economista lembra que existe o imposto de consumo, que poderá ser retirado com a implementação IVA, que é cobrado em todas as fases da vida, mas alerta que “não funcionará no mercado informal”.

De recordar que o chefe da missão do FMI, o economista brasileiro Ricardo Velloso, admitiu em conferência de imprensa hoje que o apoio financeiro a Angola poderá chegar a 4,5 mil milhões de dólares para um período de três anos

XS
SM
MD
LG