Links de Acesso

Isabel dos Santos perde controlo da Vidatel e dos seus lucros na UNITEL


Isabel dos Santos

A empresária angolana Isabel dos Santos perdeu o controlo da companhia Vidatel, que detinha 25% da companhia de telecomunicações angolana UNITEL por decisão do Tribunal Supremo das Ilhas Virgens Britânicas onde estava registada aquela empresa.

A decisão foi anunciada pela PT Ventures, que pertence à companhia petrolífera Sonangol, que, de acordo com a sentença, passa a controlar a Vidatel dando assim à PT Ventures 50% do controlo da UNITEL.

O comunicado diz que foram nomeados administradores judiciais para a gestão de activos específicos da Vidatel incluindo “todas as contas bancárias detida e/ou controladas pela Vidatel”.

“Os co-administradores judiciais devem tomar todas as medidas que considerem necessárias ou desejáveis, incluindo nomeadamente medidas para proteger os Activos Relevantes, sendo que como resultado desta decisão, a Vidatel deixa de estar sob controlo de Isabel dos Santos e, consequentemente, os 25% das acções da UNITEL detidos por aquela empresa, Vidatel, deixam igualmente de estar sob controlo de Isabel dos Santos”, acrescenta o comunicado.

A decisão do Tribunal Supremo das Ilhas Virgens Britânicas foi tomada para “preservar e assegurar” os activos da Vidatel na sequência de uma sentença a favor da PT Ventures no ano passado proferida pelo Tribunal Penal Internacional perante o Tribunal de Relação de Paris.

A Unitel era, até janeiro deste ano, controlada por quatro acionistas, cada um dos quais com 25%: a PT Ventures (detida pela brasileira Oi), a petrolífera estatal Sonangol, a Vidatel (de Isabel dos Santos) e a Geni (do general Leopoldino "Dino" Fragoso do Nascimento).

A 26 de janeiro, a Sonangol comprou a posição da PT Ventures, por mil milhões de dólares, tornando-se a maior acionista da operadora angolana.

Fórum Facebook

XS
SM
MD
LG