Links de Acesso

Isaac dos Anjos apresenta situação de Benguela, sem crise, à CEAST

  • João Marcos

Bispos da CEAST reúnem-se em Benguela

Bispos católicos dizem que vão "abordar a real situação da província" na conferência de 10 dias

Num frente-a-frente com bispos da Conferência Episcopal de Angola e São Tomé (CEAST), o governador de Benguela, Isaac dos Anjos, traçou um quadro social e económico sem qualquer referência a limitações que fazem aumentar a contestação popular.

Antes do arranque da 1ª Assembleia Anual da CEAST, na manhã desta terça-feira, 21, os padres ficaram a conhecer a situação da província na perspectiva de quem a governa.

Com uma agenda de trabalho aberta a questões sociais, os bispos da CEAST chegam a Benguela em fase crítica no fornecimento de energia eléctrica e água potável.

A estes factores, motivados por insuficiências nos sistemas de distribuição, junta-se o débil saneamento básico, conforme atestam as queimadas de lixo, mesmo à luz do dia, já que não existe capacidade financeira para uma recolha permanente.

Isaac dos Anjos recebeu bispos católicos
Isaac dos Anjos recebeu bispos católicos

Na saúde, não há como fugir das queixas de falta de medicamentos e médicos até no Hospital Geral de Benguela.

Uma situação que força o utente a procurar melhorias numa clínica privada que se encontra mesmo no interior da unidade pública, num país ainda sem um quadro legal para regular tal parceria.

‘’Queremos que o Governo faça alguma coisa. As pessoas, em muitas zonas, não têm água, luz e há muito lixo, que tem de ser queimado’’, diz um morador de Benguela.

São aspectos que não fizeram parte do roteiro de Isaac dos Anjos, que já lamentou a falta de dotação financeira para investimentos públicos ao longo de 2016.

No encontro com os bispos, o Governador falou de bons indicadores em relação ao registo eleitoral e acções que podem ajudar a diversificar a economia.

“Estamos a distribuir plantas, sobretudo na Ganda, na fronteira com a Huíla, para ver se ajudamos a diversificar a economia’’, disse.

Bispos à chegada para encontro com o governador
Bispos à chegada para encontro com o governador

À saída da audiência, o bispo Dionísio Issilenapo, da Diocese do Namibe, que falou em nome do presidente da CEAST, declarou que nada tinha a comentar em relação às escolhas do governante.

“Foi um panorama geral, não nos cabe comentar em relação a questões técnicas. Mas nós teremos um outro fórum para abordar a real situação da província’’, refere o bispo.

A 1ª Assembleia Anual da CEAST, que termina dentro de 10 dias, aprovará uma declaração sobre as próximas eleições, devendo conter soluções para os focos de intolerância política que ensombram a fase de pré-campanha.

Fórum Facebook

XS
SM
MD
LG