Links de Acesso

Ucrânia: Tropas russas destroem aeroporto e preparam para bombardear Odessa, diz Zelenskyy


Presidente ucraniano Volodymyr Zelenskyy fala à nação, 27 Fevereiro 2022

Vladimir Putin alerta que"zona de exclusão aérea" sobre a Ucrânia teria "consequências colossais e catastróficas

Uma chuva de mísseis russos destruiu o aeroporto de Vinnytsia, no centro da Ucrânia, neste domingo, 6, revelou o Presidente ucraniano.

"Acabei de ser informado sobre um ataque com mísseis em Vinnytsia. Oito foguetes... O aeroporto foi completamente destruído", afirmou Volodymyr Zelenskyy no vídeo em que alertou que as tropas russas planeiam bombardear a importante cidade Odessa.

Presidente da Ucrânia diz que rockets russos destruíram aeroporto de Vinnytsia e apela a proibição de voos à Rússia
please wait

No media source currently available

0:00 0:01:16 0:00

"Será um crime de guerra... um crime histórico", completou Zelenskyy e, ao falar em russo em parte da declaração, pediu aos russos que escolham entre a vida e a escravidão “no momento em que ainda é possível derrotar o mal sem perdas irreparáveis”.

Ontem, o Presidente russo disse que o Estado ucraniano está em risco se o país continuar neste caminho.

Durante uma reunião com funcionários da companhia Aeroflot, Vladimir Putin, acrescentou que qualquer "zona de exclusão aérea" sobre a Ucrânia teria "consequências colossais e catastróficas não apenas para a Europa, mas também para o mundo inteiro".

Críticas à NATO

Volodymyr Zelenskyy já criticou a NATO por não impor uma zona de exclusão aérea, que, segundo a aliança ocidental, poderia levar a uma escala sem precedentes o conflito com a Rússia.

Também ontem à noite, o Presidente americano Joe Biden, Unidos, voltou a falar com o seu homólogo ucraniano sobre o que Washington, seus aliados e a indústria privada estão a fazer para aumentar o custo da guerra para a Rússia.

O próprio Zelenskyy reuniu-se virtualmente no sábado com mais de 300 pessoas, entre elas senadores americanos, alguns membros da Câmara de Representantes e assessores, e fez uma “súplica desesperada” para que os Estados Unidos enviem mais aviões para ajudar o país a combater a invasão russa, segundo o líder da maioria no Senado, Chuck Schumer.

Fórum Facebook

XS
SM
MD
LG