Links de Acesso

Igrejas na Huíla voltam a apelar para eleições pacíficas

  • Redacção VOA

Dom Gabriel Mbilingui

Dom Gabriel Mbilingui: Os candidatos nesta altura são chamados a evitar discursos que incitem à violência e a divisão.

A igreja na Huíla está a envolver-se em cultos e orações para que Angola conheça a 23 de Agosto um processo eleitoral pacífico, livre, justo e transparente.

São as preces que se podem ouvir em quase todas as igrejas cristãs, e correntes denominacionais desta parcela do país.

O pastor evangélico, José Dungula, disse que embora as eleições sejam “uma festa do povo,” isso não tem acontecido.

"Quando se fala de eleições, fala-se de festa do povo, mas às vezes não é assim depois das eleições; se calhar durante e depois não tem sido festa, é mais luto e o nosso tema é pacificação", disse.

Para o arcebispo metropolita do Lubango, Dom Gabriel Mbilingui, os candidatos nesta altura são chamados a evitar discursos que incitem à violência e a divisão.

O sacerdote católico defende que os partidos políticos devem apresentar aos eleitores propostas claras de governação.

"Os discursos devem pautar por apresentar projectos (...) se vocês me escolhem vou fazer o quê concretamente?", acrescentou.

Fórum Facebook

XS
SM
MD
LG