Links de Acesso

O Instituto Nacional de Desminagem, (INAD) na Huíla prossegue o trabalho de limpeza e destruição de engenhos explosivos não detonados recolhidos no âmbito das suas operações em curso.

O trabalho culminou com a destruição recentemente, no município da Humpata a oeste da cidade do Lubango, de 217 engenhos explosivos não detonados, entre minas de vários tipos, para além de material obsoleto entregue pelo comando da Huíla da Polícia Nacional.

O chefe da secção de operações de minas do Departamento Provincial do INAD, na Huíla, Neto Francisco, disse que neste momento as atenções da instituição estão viradas para a limpeza de zonas com grande potencial agro-industrial.

"De momento estamos a trabalhar na actividade agro-industrial no município do Kuvango, mais concretamente no interior da fazenda Mumba. Estamos a fazer a limpeza de uma picada de uma estrada aproximadamente de 23 quilómetros no interior da fazenda Mumba. Para além do município do Kuvango estamos a realizar actividades pontuais de emergência", revelou.

Os municípios do leste da Huíla, com destaque para os de Kuvango e Jamba e as circunscrições de Chipindo, Chicomba e Caluquembe, na zona norte são os que se apresentam com alguns focos de perigo de minas.

Fórum Facebook

XS
SM
MD
LG