Links de Acesso

HRW pede ajuda e respeito pelos refugiados em Cabo Delgado


Mocímboa da Praia

Desconhece-se o número de deslocados devido a ataques de grupos no norte de Moçambique

A Human Rights Watch (HRW) pediu ao Governo de Moçambique que apoie os deslocados pelos ataques em aldeias na província de Cabo Delgado.

“As autoridades moçambicanas devem ajudar as pessoas que ficaram desalojadas e criar condições que lhes permitam regressar às suas casas voluntariamente, com segurança e dignidade”, escreve o diretor da HRW na África Austral Dewa Mavhinga, em comunicado.

Aquela organização de defesa de direitos humanos lembra ainda que “as forças de segurança mobilizadas contra grupos armados” devem tratar “todos sob a sua custódia com humanidade”.

Desde Outubro, grupos que a população designa de Al-Shabab, nome de um grupo radical islâmico baseado na Somália, mas que, até agora, não assumiu qualquer ataque em Moçambique, têm aterrorizado aldeias daquelaprovíncia do norte e rica em recursos naturais, com ataques que já custaram mais de meia centena de mortos, centenas de casas queimadas e muita destruição.

As autoridades dizem que mais de 100 pessoas já forma detidas e que o processo de investigação está na fase final.

Desconhece-se o número de deslocados.

A Voz da América em inglês fez um mapa que retrata a crise de refugiados de modo global

Fórum Facebook

XS
SM
MD
LG