Links de Acesso

Hong Kong: Negada fiança a magnata pró-democracia Jimmy Lai


Jimmy Lai, no centro, escoltado oficiais dos Serviços Correccionais a caminho do tribubal, em Hong Kong, Dez. 12, 2020.

Jimmy Lai, o magnata da media de Hong Kong de 73 anos e defensor da democracia, teve a sua fiança negada no sábado após ser acusado no dia anterior sob a nova lei de segurança nacional do território semi-autónomo chinês.

Lai enfrenta a acusação de conluio com elementos estrangeiros para colocar em risco a segurança nacional, aparentemente por tweets que ele escreveu e entrevistas ou comentários que fez com a media estrangeira.

O Apple Daily, um tablóide pró-democracia agressivo de propriedade de Lai, disse que ele é acusado de pedir a um país, organização ou indivíduo estrangeiro que imponha sanções ou se envolva em outras atividades hostis contra Hong Kong ou China.

O seu caso foi adiado para 16 de abril a pedido dos procuradores, que disseram que a polícia precisava de tempo para rever mais de 1.000 tweets e comentários feitos na sua conta no Twitter, relatou o Apple Daily.

O jornal disse que a sua folha de acusação listava vários políticos estrangeiros que seguiram Lai no Twitter e citou comentários que ele escreveu e entrevistas que deu à media estrangeira.

Lai, que já estava detido por outras acusações de fraude depois que a polícia fez uma busca na sua empresa de media, foi algemado com uma corrente à volta da sua cintura enquanto os guardas o levavam a uma carrinha para ir da prisão ao tribunal.

Pequim impôs a lei de segurança nacional em Hong Kong no início deste ano, após protestos tempestuosos em 2019 que começaram por causa de um projeto de extradição e se expandiram para incluir demandas por mais democracia na ex-colónia britânica.

Fórum Facebook

XS
SM
MD
LG