Links de Acesso

Holanda acusa a Rússia de tentativa de ataque cibernético


Sede da Organização para a Proibição de Armas Químicas.

O Ministério das Relações Exteriores da Rússia descartou as acusações afirmando que são "fantasias".

A Holanda acusa a Rússia de realizar vários ataques cibernéticos, incluindo um contra a Organização para a Proibição de Armas Químicas (Opaq)

As autoridades holandesas disseram, nesta quinta-feira, que detectaram e expulsaram quatro membros do serviço de inteligência militar da Rússia com equipamento de espionagem ao lado da sede da Opaq, em Abril.

A Opaq estava a investigar o envenenamento de um ex-espião russo na Grã-Bretanha.

A Rússia negou qualquer ligação com o envenenamento de Sergei Skripal e as autoridades holandesas disseram que não estava claro se o ataque cibernético tinha alguma relação com a investigação.

O Ministério das Relações Exteriores da Rússia descartou as acusações afirmando que são "fantasias".

A Grã-Bretanha e a Austrália também acusam a Rússia de actividades cibernéticas maliciosas, dizendo que os seus agentes atacaram a Agência Mundial Antidoping e a eleição presidencial dos EUA em 2016.

Fórum Facebook

XS
SM
MD
LG