Links de Acesso

Harry, Meghan e Doria Ragland em perseguição "quase catastrófica"


Meghan, Duquesa de Sussex, a sua mãe, Doria Ragland e o Príncipe Harry da Grã-Bretanha, Londres, 20 Set. 2018 (arquivo)
Meghan, Duquesa de Sussex, a sua mãe, Doria Ragland e o Príncipe Harry da Grã-Bretanha, Londres, 20 Set. 2018 (arquivo)

O príncipe britânico Harry, a sua mulher Meghan e a mãe dela estiveram envolvidos numa "perseguição de carro quase catastrófica" envolvendo fotógrafos paparazzi, disse um porta-voz do príncipe esta quarta-feira.

O incidente ocorreu depois de o casal ter participado numa cerimónia de entrega de prémios realizada em Nova Iorque pela Ms. Foundation for Women, onde Meghan foi homenageada pelo seu trabalho.

Fotos que apareceram nas redes sociais mostram Harry, Meghan e sua mãe, Doria Ragland, num táxi.

"Ontem à noite, o Duque e a Duquesa de Sussex e a Sra. Ragland estiveram envolvidos numa perseguição de carro quase catastrófica às mãos de um grupo de paparazzi altamente agressivos", disse o porta-voz num comunicado.

"Esta perseguição implacável, que durou mais de duas horas, resultou em várias quase colisões envolvendo outros condutores na estrada, peões e dois agentes do NYPD (Departamento de Polícia de Nova Iorque)."

Harry e Meghan renunciaram aos seus papéis reais em 2020 e mudaram-se para os Estados Unidos em parte por causa do que descreveram como intenso assédio da media.

O príncipe há muito fala sobre sua irritação sobre a intrusão da imprensa, que ele culpa pela morte de sua mãe, a princesa Diana, que foi morta quando sua limusine bateu enquanto fugia da perseguição de paparazzi em Paris.

Fórum

XS
SM
MD
LG