Links de Acesso

ONU analisa levantamento de sanções a militares guineenses


António Indjai, líder do golpe militar de 2012

O Comité de Sanções das Nações Unidas está a analisar a possibilidade do levantamento das medidas impostas às chefias militares guineenses que lideraram o golpe de Abril de 2012.

A missão encontrou-se com os militares sancionados, entre os quais António Indjai, ex-CEMFA, único que se encontra fora do sistema militar.

Dabana Walna, agora presidente do Tribunal Superior Militar, Mamadu Ncrumah, segundo homens das Forças Armadas e Ibraim Papa Camara, Chefe de Estado Maior de Força Aérea também receberam sanções.

Das auscultações feitas junto das autoridades guineenses, Elbio Rossely, presidente do Comité de Sanção da ONU classficou de aceitável a conduta dos militares visados.

Questionado sobre o Acordo de Conacry, objecto de crispação política, o diplomata uruguaio revelou que nada consta na agenda da visita, mas reitera que as autoridades de Bissau devem considerar as decisões soberanas.

Fórum Facebook

XS
SM
MD
LG