Links de Acesso

Greve na EPAL só acaba com libertação de sindicalistas


Angola - manifestações e polícia

A Central Geral dos Sindicatos dos Trabalhadores Angolanos (UNTA) vai manter a greve enquanto as autoridades não libertarem os três sindicalistas detidos desde o primeiro día da greve.

Não haverá qualquer negociação com a entidade empregadora enquanto o primeiro e o segundo secretários Raimundo António João e João Bernardo João, mantiverem-se presos, diz o cumunicado da UNTA, lido pelo secretário para os assuntos culturais e desportivos, Bernardo Viera Tumbo, do núcleo sindical daquela empresa.

Entretanto, a empresa dirigida por Lionídio Gustavo Ferreira de Ceita nega dar qualquer esclarecimento sobre as detenções.

Os detidos ainda não foram ouvidos pelo Ministério Público e Bernardo Viera Tumbo afirma desconhecer as razões da detenção dos sindicalistas.

please wait

No media source currently available

0:00 0:01:35 0:00
Faça o Download
XS
SM
MD
LG