Links de Acesso

Governo russo declara meios de comunicação americanos "agentes estrangeiros"


Voz da América é um dos órgãos visados

O Ministério da Justiça da Rússia designou nove meios de comunicação financiados pelo Governo americano entre elas a Voz da América, como agentes estrangeiros, uma decisão que pode dificultar o trabalho jornalistas daqueles meios no país.

A nova designação obriga os meios de comunicação dos Estados Unidos a cumprir os mesmos requisitos exigidos às organizações não governamentais financiadas do exterior, de acordo com uma lei de 2012.

Da lista constam também a Radio Free Europe / Radio Liberty e sete das suas afiliadas.

Em qualquer reportagem, aqueles meios de comunicação estão obrigados a mencionar a referência“agente estrangeiro".

A decisão do Governo russo foi anunciada nesta terça-feira, 5, como uma retaliação ao facto de Washington ter obrigado, no mês passado, uma afiliada da cadeia televisiva RT, financiada pelo Kremlin, e anteriormente conhecida como Russia Today, a registar-se sob a lei de agentes estrangeiros, também conhecida como "Fara".

Na altura, o embaixador americano na Rússia, Jon Huntsman, disse que o objectivo da referida lei é promover a transparência, mas não restringe a operação da rede de televisão nos Estados Unidos.

Na semana passada, o comité de jornalistas que emite credenciais aos órgãos de comunicação que desejam cobrir as actividades do congresso americano retirou a credencial à RT, obrigando-a a registar-se como agente estrangeiro.

As autoridades russas classificaram a decisão de hoje como"resposta simétrica" ao que descrevem como pressão dos Estados Unidos sobre a imprensa russa.

O Departamento de Estado americano condenou a lei russa, dizendo que restringe a liberdade de imprensa.

Fórum Facebook

XS
SM
MD
LG