Links de Acesso

Governo moçambicano quer combater imigração ilegal com reforço das fronteiras

  • Ramos Miguel

Analistas apontam corrupção como impedimento desse combate

As autoridades moçambicanas dizem pretender intensificar o processo de reafirmação da linha fronteiriça com cinco países vizinhos para reforçar a segurança contra a entrada ilegal de estrangeiros.

Analistas, no entanto, duvidam que este desiderato seja alcançado, por causa da corrupção.

Joaquim Bule, quadro sénior do Ministério do Interior, citado pela imprensa moçambicana, afirmou que, com as fronteiras redefinidas, estarão fortificados os esforços que têm sido empreendidos para evitar a violação da fronteira.

Bule referiu ter sido já concluído o processo de reafirmação da fronteira com o Malawi, estando em finalização com a Zâmbia e a Tanzania.

Em breve, o processo deverá abranger a África do Sul e a Swazilândia.

Segundo Bule, vão ser colocadas unidades da Polícia de Guarda Fronteira ao longo traçado fronteiriço.

O analista Fernando Nenane diz que isso pode ser feito, mas a entrada e movimentação ilegais de estrangeiros vão continuar "por causa da corrupção, cujo combate está a níveis muito baixos em Moçambique".

Fórum Facebook

XS
SM
MD
LG