Links de Acesso

Governo guineense garante recenseamento eleitoral


Legislativas estão marcadas para 18 de Novembro

Partidos extra-parlamentares pedem demissão do Governo por ter falhado na organização das eleições

A ministra guineense da Administração Territorial, Ester Fernandes, responsável pelo recenseamento eleitoral, confirmou a realização do recenseamento, depois de um grupo de partidos extra-parlamentar ter pedido a demissão do Governo por, segundo eles, falhar na implememtação de leis.

Em conferência de imprensa na quinta-feira, 20, sete partidos pediram a formação de um novo “Governo de consenso nacional alargado”, para gerir os assuntos correntes do Estado e, consequentemente, organizar as eleições.

“O Governo deve demitir-se ou ser demitido por ter falhado no cumprimento do seu mandato. No seu lugar deverá ser formado um governo de consenso nacional alargado para gerir os assuntos correntes do estado e organizar e realizar as eleições, respeitando todas as leis”, disse Jorge Mandinga em nome do grupo.

Entretanto, o Executivo continua a cumprir a sua agenda eleitoral ao anuncia o inicio de recenseamento eleitoral em todas as regiões do país.

A mnistra da Administração Territorial, Ester Fernandes, reiterou que “o cronograma virá logo no momento oportuno, mas estávamos à espera dos kits e, naturalmente, o cronograma vai surgir”.

Sabe-se, entretanto, que, no terreno, prossegue a constituição das mesas de recenseamento em Bissau e no interior do país.

Fórum Facebook

XS
SM
MD
LG