Links de Acesso

Governo do Irão aceita voltar a ligar câmeras de vigilância nas suas instalações nucleares


Rafael Grossi, director da Agência Internacional de Energia Atómica (AIEA), em conferência de imprensa, Teerão, 4 Março 2023
Rafael Grossi, director da Agência Internacional de Energia Atómica (AIEA), em conferência de imprensa, Teerão, 4 Março 2023

Director da Agência Internacional de Energia Atómica, Rafael Grossi, disse ter mantido conversações "construtivas" com autoridades iranianas em Teerão

O Governo do Irão concordou em voltar a ligar as câmeras de vigilância em várias instalações nucleares e aumentar o ritmo das inspecções, revelou o director da Agência Internacional de Energia Atómica (AIEA) neste sábado, 4, em Viena, na Áustria.

Rafael Grossi disse ter mantido ontem conversações "construtivas" com autoridades iranianas em Teerão após a descoberta de partículas de urânio enriquecidas a um nível próximo ao de armas.

No regtresso a Viena, Grossi lembrou que houve "uma redução nas actividades de monitoria relacionadas às câmeras e sistemas de monitoria" e disse "nós concordamos que eles voltarão a funcionar".

“Isto é muito, muito importante” em termos de continuidade de conhecimento, “em particular no contexto da possibilidade de renascimento" do Acordo Nuclerar, entre Teerão e seis potências, entre elas os Estados Unidos.

Grossi chegou a Teerão ontem na tentativa de retomar as negociações reactivação do acordo de 2015 sobre a actividade nuclear iraniana, conhecido formalmente como Plano de Acção Conjunto Abrangente (JCPOA, nas siglas em inglês).

"Podemos começar a trabalhar novamente, e isso não são palavras, isso é muito concreto", concluiu Rafael Grossi.

A AIEA, com sede em Viena, tem procurado uma maior cooperação com o Irão sobre as suas actividades nucleares.

Fórum

XS
SM
MD
LG