Links de Acesso

Governo chinês defende "relações bilaterais estáveis" com os Estados Unidos


Zhao Lijian, porta-voz do Ministério das Relações Exteriores, fala a jornalistas

O porta-voz dos Ministério das Relações Exteriores da China disse nesta sexta-feira, 15, que sólidas relações bilaterais sino-americanas servem aos interesses de ambos os povos.

Zhao Lijian respondia assim a comentários do Presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, de que poderia cortar os laços com a segunda maior economia do mundo.

“Manter relações estáveis entre a China e os Estados Unidos é do interesse fundamental dos dois povos e da paz e estabilidade no mundo”, afirmou Lijian a jornalistas.

As relações entre Pequim e Washington deterioraram-se rapidamente nos últimos meses, à medida que Donald Trump e outros membros da sua Administração tornam-se cada vez mais críticos à China em relação à pandemia da Covid-19 e ameaçam diversas medidas punitivas.

Em entrevista ontem à Fox Business Network, Donald Trump voltou a dizer que não tem interesse em renegociar e pensa em retaliar.

"Há muitas coisas que poderíamos fazer", reiterou o Presidente, como "cortar todo o relacionamento".

Esta ideia de punição a Pequim tem vindo a crescer depois que a Administração americana aumentou críticas contra o que considera de retenção pelas autoridades chinesas de informações sobre o novo coronavírus no final do ano passado.

Além de poder oferecer aos americanos a possibilidade de processar a China pelas mortes, Washington analisa impor sanções e proibições de viagens ou reduzir e até impedir as empresas americanas de concederem empréstimos a companhias chinesas.

Fórum Facebook

XS
SM
MD
LG