Links de Acesso

Governo angolano suspende aulas por duas semanas


Alunos em Luanda

A ministra da Saúde de Angola, Luísa Maria Alves Grilo, emitiu um decreto executivo nesta quinta-feira, 19, a suspender as aulas em todos os dias níveis de Ensino, a partir de 24 de março por 15 dias, prorrogável automaticamente, até decisão em contrário.

Grilo justifica a medida com a necessidade de "evitar a eventual propagação da pandemia Covid-19 no seio das instituições de ensino, nos subsistemas de educação pré-escolar, ensino geral, ensino secundário técnico profissional, ensino secundário pedagógico e da educação de adultos".

No decreto, a ministra acrescenta que a decisão pretende complementar, no setor da educação, o decreto presidencial de 18 de março que determina uma série de medidas para evitar a chegada e propagação do novo coronavirus ao país.

Ontem, numa mensagem à nação, o Presidente João Loureçlo justificou o decreto presidencial com o "quadro preocupante" que obrigou o Governo a tomar "medidas excecionais que permitam controlar o impacto negativo da pandemia a nível nacional e os seus efeitos na vida dos cidadãos".

O Governo fechou as fronteiras, por via aérea, terrestre e marítima.

O país não tem nenhum caso positivo, mas, Segundo disse hoje em Cabinda a ministra da Saúde, Sílvia Lutucuta, há sete suspeitos, cujos resultados devem ser conhecidos no fim de semana.

Fórum Facebook

XS
SM
MD
LG