Links de Acesso

Governo angolano condena "violência" exercida por Israel contra palestinianos


Presidente João Lourenço

Luanda defende a solição de dois Estados como única solução para a crise na região

O Governo angolano condena "veementemente a violência exercida pelas forças israelitas" na fronteira com a Faixa de Gaza.

Em comunicado divulgado nesta terça-feira, 15, o Ministério das Relações Exteriores "condena veementemente a violência exercida pelas forças israelitas que causou já dezenas de mortos entre a população palestiniana e apela às partes envolvidas a fazerem prova de contenção e a retomarem as negociações".

O Ministério dirigido por Manuel Augusto acrescenta ainda que o Governo "vem acompanhado, com muita preocupação, os últimos desenvolvimentos da situação no território da Palestina, caracterizada por uma espiral de violência, que põe em perigo os esforços da comunidade internacional para um processo negocial, baseado nas resoluções das Nações Unidas, que estabelecem a existência de dois Estados, como única solução justa e duradoura".

Refira-se que Angola foi o único país de língua portuguesa presente na cerimónia de inauguração da embaixada americana em Jerusalém na segunda-feira.

Outros 31 países africanos também estiveram presentes.

Fórum Facebook

XS
SM
MD
LG