Links de Acesso

Governo angolano reforma plano de combate à malária e cólera


Neste ano, aquelas doenças provocaram 1.101 mortos

O Governo angolano aprovou um plano para reformar o combate à malária e cólera que, apenas em um mês e meio provocaram a morte de 1.089 pessoas por malária e 12 por cólera.

A medida foi anunciada depois da reunião do Conselho de Governação Local, realizada na segunda-feira, 19, em Benguela, sob a presidência de João Lourenço.

O plano aposta numa abordagem multissectorial, testes e tratamento e, de acordo com as decisões tomadas, vai ter um suporte financeiro para fazer face à malária, que é uma endemia, e à epidemia de cólera que afecta várias províncias, em particular no Uíge, que, desde Dezembro, já registou 640 casos da doença, com 12 mortos.

A VOA tem informações, no entanto, que os números reais podem ser bem mais altos.

As autoridades, entretanto, têm desenvolvido uma intensa campanha nessa província de combate à cólera.

Fórum Facebook

XS
SM
MD
LG