Links de Acesso

Governador somali escapa a atentado de al-Shabab que protagonizou mais dois ataques


Região de Bay, na Somlália

Ataques acontecerem em Bay, Mogadíscio e Kismayo

O governador da região de Bay, na Somália, sobreviveu a uma tentativa de assassinato neste sábado, 10, depois de um homem-bomba ter detonado um colete explosivo num restaurante da cidade de Baidoa.

Quatro pessoas morreram no atentado reivindicado pelo grupo al-Shabab.

Testemunhas e autoridades disseram que um homem com um colete suicida tentou abordar o governador Wardhere Dooyow, mas um segurança o impediu e, de seguida, detonou o dispositivo, que provocou a morte do guarda-costas e de três civis.

Uma testemunha no local disse ao Serviço Somali da VOA que o governador chegou ao restaurante minutos antes da explosão.

“O governador chegou com duas pessoas, sentaram-se ao meu lado, todos pedimos café”, contou Liban Ibrahim.

“Estávamos a conversar quando ouvimos uma grande explosão, a fumaça cobriu o restaurante”, acrescentou Ibrahim, quem afirmou ter visto seis pessoas caídas no chão, algumas feridas e outras mortas.

Mais ataques

Um responsável do serviço de segurança, que pediu para não ser identificado, disse à VOA que os guarda-costas do governador estavam em alerta porque Dooyow tinha sido informado recentemente de que ele era alvo de um plano de assassinato.

Também hoje, mas na capital Mogadíscio, dois polícias de trânsito foram mortos numa explosão numa estrada, no distrito de Yaqshid.

Noutro ataque, na cidade de Kismayo, um agente de segurança foi morto quando um dispositivo explosivo improvisado colocado no seu carro disparou.

O grupo terrorista al-Shabab assumiu a responsabilidade dos três ataques.

Fórum Facebook

XS
SM
MD
LG