Links de Acesso

Governador de Malanje cria comissão para acompanhar situação deficiente da saúde


Lixo hospitalar ao ar livre em Malanje

Pacientes queixam-se da falta de tudo

Os hospitais, centros e postos de saúde públicos em toda a província de Malanje não satisfazem as necessidades dos pacientes e familiares há alguns anos.

O Governo vem agora reconhece essa realidade.

Governador de Malanje quer informação diárias sobre hospitais - 1:28
please wait

No media source currently available

0:00 0:01:28 0:00

As debilidades na gestão das unidades sanitárias são visíveis e vão desde a escassez de medicamentos e reagentes para os laboratórios de análises clínicas, à falta de médicos e enfermeiros, bem como de dinheiro para o pagamento de salários em atraso dos funcionários em regime de contrato.

Centenas de pacientes e familiares decidem procurar serviços de saúde privados como é o caso de João António.

“Não consegui fazer o tratamento no Hospital Regional, visto que nesta fase do ano os medicamentos estão escassos e o atendimento não é eficaz”, lamentou António.

A crise que afecta o sector da saúde em Malanje não é nova e para redimir o governador Norberto Fernandes dos Santos criou ontem uma Comissão Provincial Institucional de Reforço ao Funcionamento do sector da Saúde para num prazo de 90 dias acompanhar a situação da saúde.

O órgão que substitui a actividade dos responsáveis máximos da Saúde na província de Malanje tem a missão de prestar informações diárias ao governador provincial sobre os trabalhos desenvolvidos.

Fórum Facebook

XS
SM
MD
LG