Links de Acesso

Francisco Louçã defende a reestruturação da dívida pública de Moçambique

  • Ramos Miguel

Louçã participa na conferência do X aniversáriod o IESE.

O economista português Francisco Louçã defendeu hoje em Maputo a reestruturação da dívida pública como uma das soluções para a crise do endividamento que afecta Moçambique e outros países.

O professor Louçã foi orador esta terça-feira, 19, no primeiro dos três dias da Conferência Internacional do Instituto moçambicano de Estudos Económicos e Sociais (IESE), sobre desafios da investigação social e económica em tempos de crise.

A conferência insere-se nas celebrações do décimo aniversário do IESE, um dos prestigiados institutos de investigação em Moçambique.

Perante uma audiência que lotava uma das salas de conferências de um hotel de Maputo aquele académico disse ser necessário muito cuidado com a questão das dívidas.

A intervenção daquele professor suscitou um debate interessante, e o economista António Francisco interveio para afirmar que percebe a ideia da reestruturação da dívida, mas associada à reestruturação da sociedade.

Para o jovem economista Félix Simione, a reestruturação não pode ser a única solução para a crise da dívida moçambicana, é preciso considerar também o ajustamento.

Fórum Facebook

XS
SM
MD
LG