Links de Acesso

Fontes da CIA dizem que Governo Russo interveio na eleição americana

  • Redacção VOA

Vladimir Putin, Presidente russo

Responsáveis da Inteligência americana garantem que Donald Trump beneficiou da intervenção russa, negada por Moscovo.

A Central de Ineligência Americana(CIA) concluiu que o Governo da Rússia interveio na eleição presidencial norte-americana de 2016 para ajudar Donald Trump a alcançar a Casa Branca, e não só para minar a confiança no sistema eleitoral dos EUA.

A revelação foi feita um responsável sénior da CIA na sexta-feira, 9.

Agências de inteligência dos Estados Unidos avaliaram que à medida que a campanha presidencial de 2016 se desenhava, autoridades do Governo russo prestaram uma crescente atenção em auxiliar os esforços de Donald Trump na conquista da eleição, de acordo com a mesma fonte.

O jornal Washington Post, que cita fontes da inteligência americana, relatou que aquelas agências identificaram indivíduos com ligações ao Governo russo que providenciaram milhares de e-mails hackeados do Comité Nacional Democrata e outros, incluindo do chefe da campanha presidencial de Hillary Clinton, ao WikiLeaks.

À medida que a eleição se aproximava, hackers russos viraram quase toda a atenção para os democratas.

As mesmas fontes adiantaram à agência Reuters que praticamente todos os e-mails que divulgaram publicamente poderiam fazer possíveis danos a Hillary e ao Partido Democrata.

Autoridades russas negaram todas as acusações de interferência na eleição americana.

Uma porta-voz da CIA disse que a agência não possuía comentários sobre a questão.

Em Outubro, o Governo dos Estados Unidos acusou formalmente a Rússia de uma campanha de ataques cibernéticos contra organizações do Partido Democrata antes das eleições presidenciais de 8 de Novembro.

A sua Opinião

Mostrar Comentários

XS
SM
MD
LG