Links de Acesso

Presidente internino da FNLA reitera que Lucas Ngonda está suspenso

  • Manuel José

Lucas Ngonda refuta decisão do Comité Central

A actual direccão interina da FNLA garante que vai comandar os destinos do partido até à realizacão do Congresso da unificacão, a realiza-se antes das eleicões gerais no pais.

A direcção considera que o presidente suspenso, Lucas Ngoda, está a fazer papel de agente secreto do MPLA contra a FNLA.

Ontem, ao falar num acto público, o presidente interino Fernando Pedro Gomes disse que, pela forma como Lugas Ngonda tem actuado, indo a todos os actos políticos do MPLA no interior, só uma coisa lhe interessa: destruir e impedir a restruturacão da FNLA.

Lucas Ngonda, por sua vez, diz que continua a ser o presidente da FNLA e que o acto que o suspendeu não tem qualquer legitimidade.

Os membros da FNLA estiveram uma vez mais reunidos para concretizar a almejada reunificação e reconciliação do partido em torno de uma direccão interina que pretende levar o partido a um congresso e consequentemente às eleicões em Agosto.

"Lucas Ngonda vai a Malanje, vai ao Kuanza Norte acompanhar inaugurações de obras do MPLA e nessas províncias sequer visita os membros da FNLA, Ngonda neste momento é o agente 007 do MPLA na FNLA, por isso ele que fique no canto dele e deixe a FNLA em paz", revelou Gomes.

O presidente interino disse, no entanto, que a suspensão de Ngonda e do secretário-geral não afecta os secretários provinciais

Neste momento, os membros da FNLA aguardam apenas pela notificação do Tribunal Constitucional aos dois membros suspensos.

Refira-se que há duas semanas, Lucas Ngonda disse à imprensa estatal que ele continua a ser o presidente da FNLA e que a decisão do Comité Central de o suspender não tem qualquer legitimidade, nem legalidade.

Fórum Facebook

XS
SM
MD
LG