Links de Acesso

FNLA de Fernando Gomes critica Tribunal Constitucional


Bandeira da FNLA

O Tribunal Constitucional de Angola foi acusado por elementos da uma das facções da FNLA de proteger o contestado presidente e deputado do partido Lucas Ngonda.

É a segunda vez no espaço de poucos dias que o Tribunal Cosntitucional é alvo de criticas por parte de políticos angolanos. Na semana passada o tribunal foi criticado por alegadamente criar obstáculos ao registo de um novo partido de Abel Chivukuvuku, o Pra Já Servir Angola.

Agora os militantes do Comité Central da FNLA conhecidos por “50% Mais Um” acusam o tribunal de não decidir há meses sobre um congresso que elegeu Fernando Pedro Gomes como presidente do partido em substituição de Ngonda.

Esse congresso foi realizado em Junho mas até hoje o tribunal não se pronunciou sobre a validade do mesmo.

“OTribunal Constitucional continua a adiar o sonho de militantes da FNLA e dos angolanos”,disse Fernando Gomes.

“Se o congresso inclusivo de Junho de 2018 não foi impugnado porquê agora o tribunal
mantém a todo custo Lucas Ngonda como presidente da FNLA?”, interrogou Gomes para quem Lucas Ngonda “faz parte dos marimbondos e é por isso que ainda goza de algumas simpatias e apoios de alguns que combatem até o presidente da republica e do MPLA"
Pedro Gonçalves outro membro da FNLA presente aoencontro de fim do ano faz notar que há mesmo um processo na procuradoria contra Lucas Ngonga por “falcatruas nas contas do partido desde 2011 a 2018”.

"A PGR ja anuiu esse processo em que há falcatruas nas contas do partido desde 2011 a 2018 que o irmo Lucas nao consegue justificar os tais gastos"~, disse.


Fórum Facebook

XS
SM
MD
LG