Links de Acesso

FMI afasta programa de assistência financeira para Angola


Fundo não vê necessidade do programa, mas está disposto a negociar

O Fundo Monetário Internacional (FMI) afastou a eventualidade de o Governo de Angola vir a pedir assistência financeira, ao mesmo tempo que reiterou a sua abertura para negociar um possível programa.

A opinião é do chefe da missão do FMI, Ricardo Velloso, que termina nesta sexta-feira, 16, uma missão a Angola, depois de duas semanas de encontros com instituições angolanas.

Entretanto, Velloso reconheceu haver “a necessidade de alongar as maturidades da dívida pública", que, em termos médios, tem uma maturidade de três anos e a externa de oito anos.

Ricardo Velloso reiterou que o FMI apoia as medidas do Governo ao nível do alongamento das maturidades da dívida.

Outra recomendação do FMI refere-se com a a necessidade de reduzir, ao longo do tempo, a parcela da dívida indexada à moeda estrangeira, com emissão de dívida a taxas de juros fixas, em kwanzas.

Fórum Facebook

XS
SM
MD
LG