Links de Acesso

Familiares dos activistas Cassule e Kamulingue acusam Estado angolano de mentir


Familiares de Cassule e Kamulingue

Viúvas e filhos continuam à espera de indemnizações e outras compensações decretadas pelo tribunal em 2015

Seis anos após o assassinato dos activistas angolanos Isaías Cassule e Alves Kamulingue, os seus familiares continuam a aguardar pela materialização da decisão do Tribunal, em Março de 2015, que mandou o Estado indemnizar as duas viúvas e os órfãos.

Familiares de Cassule e Kamulingue ainda não receberam prometidas indemnizações - 1:19
please wait

No media source currently available

0:00 0:01:19 0:00

Os familiares acusam o Estado de mentir.

Horácio Essule, pai de Alves Kamulingue, diz ver vergonhoso um Estado mentir sobre uma coisa de solução fácil.

O Governo prometeu colocar os órfãos na escola, mas até hoje tal não aconteceu, bem como a indemnização às viúvas.

Essule também lembra que o Governo prometeu entregar os restos mortais dos dois activistas mortos para se fazer o funeral como manda a tradição african, mas foi só promessa.

“É uma vergonha o que o Estado angolano prometa, mas é tudo mentiras, dizem amanhã, amanhã, e nós aqui a sofrer para cuidar das viúvas e dos órfãos", lamenta Horácio Essule.

As famílias dizem que enquanto não receberem os corpos dos activistas “continua o óbito”.


Fórum Facebook

XS
SM
MD
LG