Links de Acesso

Falta de combustível provoca filas quilométricas em cidades moçambicanas

  • William Mapote

Filas congestionam ruas de Maputo

Governo justifica ruptura com problemas logísticos e diz que situação será normalizada na terça-feira.

As cidades moçambicanas de Maputo, Matola e Beira vivem nos últimos dias uma forte crise de falta de abastecimento de combustível para viaturas, com destaque para a gasolina.

A crise começou a registar-se na sexta-feira e agudizou-se ainda mais hoje, com longas filas nos postos de combustível.

O que no início não era visível, começou a merecer atenção a partir de informações postas a circular nas redes sociais, dando conta da iminência de ruptura de stocks.

Desde então, como se de um rastilho se tratasse, começou a romaria para os postos de abastecimento, na tentativa dos automobilistas se precaverem da situação.

Em muitos postos, a ruptura de stocks foi mesmo confirmada e os automobilistas gastavam o que ainda restava nos tanques, enquanto procuravam abastecer-se

Durante o fim de semana, a situação foi agravando, aumentando ainda mais o desespero dos consumidores.

Nesta segunda-feira, eram escassos os postos onde se podia encontrar combustível.

As filas eram tão longas que criaram congestionamento nas vias.

Ao fim da tarde, o Governo deu conta de que a situação já estava controlada e que a partir de amanhã estará tudo normalizado.

As autoridades justificaram a ruptura com questões logísticas.

A sua Opinião

Mostrar Comentários

XS
SM
MD
LG