Links de Acesso

FAA com reforço orçamental de 310 milhões de dólares

  • Manuel José

Forças Armadas Angolanas

Opiniões divergem sobre decisão do PR

As Forças Armadas Angolas receberam 310 milhões de dólares de fundos públicos para apetrechar as suas fileiras, de acordo com um decreto presidencial de 7 de Junho.

A decisão provoca reacções diferentes.

O brigadeiro das FAA e especialista do Centro de Estudos Estratégicos Correia de Barros diz não haver nenhuma razão em especial para a modernização do exército.

“Esta verba atribuída às FAA é uma dotação de rotina e não há nada de especial de que o exército precise", explicou Correia de Barros, que desta forma entende esse reforço orçamental.

Opinião diferente tem outro especialista militar, o general e deputado Abílio Kamalata Numa.

"Neste momento não precisamos de um exército enorme, temos gente que não faz nada no quartel e que podia ser mobilizada para a reconstrução nacional”, sublinha Numa, para quem os recursos ora empregues podiam servir outros sectores.

“Certos movimentos feitos pelo candidato do MPLA, que foi à Rússia e talvez a Cuba indiciam o amortizar da dívida do país e a compra de material bélico que nesta altura não é prioridade para o país", concluiu o general e deputado da UNITA.

A dotação orçamental adicional destina-se ao programa de potencialização e apetrechamento técnico e militar das FAA, de acordo com o decreto presidencial.

Fórum Facebook

XS
SM
MD
LG