Links de Acesso

EUA saúdam João Lourenço e o povo angolano e recomendam melhoria no acesso à imprensa pública

  • Redacção VOA

Heather Nauert assina a nota

Nota destaca credibilidade das eleições, "de acordo com observadores internacionais e nacionais"

Dois dias após a divulgação dos resultados finais das eleições em Angola, o Departamento de Estado americano divulgou uma nota em que felicita o povo angolano pelo exercício do direito de voto e diz estar ansioso para trabalhar com o Presidente eleito e a Assembleia Nacional.

A nota assinada pela secretária de imprensa Heather Nauert apela também a um tratamento igual por parte da imprensa pública nas próximas eleiições.

“Os Estados Unidos felicitam o povo angolano pelo exercício de seu direito democrático de voto nas eleições nacionais históricas de 23 de Agosto”, começa por dizer a nota divulgada no site do Departamento de Estado, revelando ainda que as autoridades americanas estão “ansiosas para trabalhar com o Presidente eleito João Lourenço e o novo Parlamento da República de Angola para fortalecer a nossa relação bilateral”.

Heather Nauert escreve que o Governo americano recomendou à Comissão Nacional das Eleições que organizasse “um processo ordenado e bem gerido”.

"Reconhecemos o papel importante que os partidos políticos e as organizações da sociedade civil de Angola desempenharam nestas eleições e saudamos as declarações das missões de observadores internacionais e nacionais que reiteram a credibilidade das eleições”, continua o comunicado que recomenda que “as preocupações levantadas por alguns partidos de oposição e grupos da sociedade civil sobre o acesso desigual aos meios de comunicação social devem ser abordadas antes das próximas eleições”.

O Departamento de Estado assegura que “os Estados Unidos estão ao lado do povo de Angola nos seus esforços para construir instituições fortes, democráticas e inclusivas, que se dediquem a garantir um futuro pacífico e próspero para todos os angolanos”.

A Comissão Nacional de Eleições anunciou na quarta-feira, 6, os resultados definitivos que deram 61 por cento dos votos ao MPLA, garantindo assim a maioria qualificada no Parlamento.

A UNITA e a CASA-CE entregaram na sexta-feira, 8, pedidos de impugnação dos resultados definitivos.

Fórum Facebook

XS
SM
MD
LG