Links de Acesso

Estados Unidos retira familiares de seus funcionários no Congo Democrático


Protestos em Kinshasa, 19 de Setembro, 2016.

Há fortes probabilidades de agitação popular em partes da capital Kinshasa e noutras grandes cidades.

O Departamento de Estado americano emitiu restrições de viagens para a República Democrática do Congo e ordenou as famílias de funcionários do governo estacionadas no país para sair.

A nota diz que há fortes probabilidades de agitação popular em partes da capital Kinshasa e noutras grandes cidades.

"Como resultado da deterioração da situação", lê-se na nota, "membros das famílias do pessoal do governo dos EUA receberam ordens para deixar o país, a partir do dia 29 de Setembro".

Além disso "muitas viagens oficiais de funcionários do governo dos EUA para a RDC foram canceladas”.

A situação política naquele país está tensa em resultado da relutância do Presidente Joseph Kabila em marcar eleições.

O mandato de Kabila termina em meados de próximo Dezembro. A Constituição não permite a sua continuidade após dois mandatos.

A sua Opinião

Mostrar Comentários

XS
SM
MD
LG