Links de Acesso

Especialistas da OMS não encontram evidências da Covid-19 antes de Dezembro de 2019


Peter Ben Embarek, especialistda da OMS, conferência de imprensa, Wuhan, 9 Fevereiro 2021

Equipa enviada à China tem quatro hipóteses sobre a mesa de investigações

O chefe dos especialistas internacionais que investigam as origens da Covid-19 na China diz não ter visto nenhuma evidência de grandes surtos da doença antes da sua descoberta em Dezembro de 2019 na cidade de Wuhan.

Peter Ben Embarek afirmou em conferência de imprensa nesta terça-feira, 9, que tudo aponta para que a doença tenha tido origem em morcegos, mas acrescentou ser improvável que os morcegos estivessem em Wuhan.

Aquele especialista apontou que a teoria de que o vírus terá “escapado” de um laboratório “é extremamente improvável” e que a equipa não irá investigar este ângulo com maior profundidade.

A origem mais provável “ é um cruzamento em humanos a partir de uma espécie intermediária”, que ele disse "pode ter sido muito complicada".

Mas admitiu ser possível a ideia de que o vírus possa ser transmitido através do comércio de produtos congelados.

Por seu lado, Liang Wannian, especialista da Comissão de Saúde da China, disse a repórteres que o novo coronavírus poderia estar circulando em outras regiões antes de ser oficialmente identificado em Wuhan.

A equipa de especialistas criada pela OMS reconhece que a visita permtiu novas informações, mas não mudou "dramaticamente" o cenário da pandemia.

Embarek explicou que, neste momento, a equipa tem sobre a mesa de investigações quatro hipóteses: transmissão directa entre espécies, ou seja de algum animal diretamente para a espécie humana; introdução por meio de um hospedeiro intermediário, no qual o vírus ficou um tempo, se adaptou e só então passou a circular; contaminação por meio da cadeia de transporte; e armazenamento de alimentos congelados e um acidente de laboratório que tenha levado o vírus para a população em geral.

A última hipótese, no entanto, está praticamente descartada.

Refira-se que outro membro da equipa, Dominic Dwyer, disse que provavelmente levará anos para se entender completamente as origens da Covid-19.

Fórum Facebook

XS
SM
MD
LG