Links de Acesso

Escândalo das Dívidas Ocultas: Sentença de Boustani será anunciada em Dezembro


Jean Boustani, Libanês acusado de fraude e lavagem de dinheiro

A sentença do negociador da empresa Privinvest, Jean Boustani, no centro do escândalo das dívidas ocultas de Moçambique, será conhecida a 2 de Dezembro.

O anúncio foi feito ontem, em Nova Iorque, pelo Juiz William Kuntz, no final do julgamento do caso que envolve o desvio de mais de 200 milhões de dólares para contas de funcionários do banco Credit Suisse, membros do governo, empresários e cidadãos moçambicanos.

O valor fazia parte de um empréstimo do Credit Suisse para projectos alegadamente de protecção costeira e pesca de atum em Moçambique.

Os Estados Unidos julgam o caso por considerar que Jean Boustani conspirou, nomeadamente para defraudar investidores; cometer fraude usando meios electrónicos; e para a lavagem de dinheiro.

O Centro de Integridade Pública escreve que os procuradores que representam o governo americano pediram a condenação de Jean Boustani, argumentando, entre outros, que roubou dinheiro aos pobres moçambicanos para dar aos seus amigos ricos.

A defesa de Boustani argumenta que o cliente deve ser absolvido.

A pena será decidida por um júri de 12 membros, que vai retomar o trabalho a 2 de Dezembro.

Fórum Facebook

XS
SM
MD
LG