Links de Acesso

Enfermeiros do Negage em greve


foto de arquivo

Mais de três dezenas de enfermeiros contratados pela direcção municipal de saúde no município de Negaje - a trinta e oito quilómetros da sede municipal da província do Uíge- encontram-se em greve há uma semana em revindicação dos seus subsídios que não sãopagos há mais de dois anos.

Enfermeiros do Negage em greve - 1:28
please wait

No media source currently available

0:00 0:01:28 0:00


Falando à imprensa local, os moradores do município de Negaje manifestaram-se preocupados com o encerramento de alguns centros e postos de saúde estatais naquele município por onde trabalham os enfermeiros contratados, e exigem a resolução do problema o mais rápido possível.

“Vim para fazer consultas e encontrei o centro médico encerrado porque os enfermeiros estão em greve há uma semana, pedimos ao governo para rever esta situação haver se os nossos enfermeiros voltam a trabalhar” contaram os cidadãos Alberto Jorge e Carlos Silva.

O responsável do posto de saúde do Bairro Missão, que falou sem dar o seu nome afirmou que os enfermeiros só poderão retomar os trabalhos em caso de serem pagos pelo menos seis meses ou um ano dos seus subsídios em atraso.

A VOA procurou ouvir a versão oficial da delegação provincial da saúde, onde numa entrevista não gravada fomos informados de que a situação dos enfermeiros contratados está generalizada em todos os municípios da província e que o problema já foi encaminhado ao ministério da saúde.

Fórum Facebook

XS
SM
MD
LG