Links de Acesso

Enfermeiros angolanos tratamento igual aos médicos


Angola Paulo Luvualo critica tratamento diferenciado

Governo promete revisão das carreiras dos profissionais da saúde

Enfermeiros angolanas acusam as autoridades de os tratar de forma diferente em relação aos médicos, no final de um encontro em Malanje.

A acusação foi feita pelo bastonário da Ordem dos Enfermeiros de Angola, Paulo Luvualo, à margem do IV encontro nacional da classe.

Enfermeiros querem melhores regalias - 1:33
please wait

No media source currently available

0:00 0:01:33 0:00

“No ano passado e princípio deste houve uma colocação massiva de cerca de 1000 médicos, o médico chega na unidade sanitária encontra casa, cama, tem um carro para o apoiar”, denuncia Luvalo, reitrando que “são essas coisas que fazem com que os profissionais se sintam desmotivados e alguns estão a abandonar a enfermagem para fazer o curso de medicina”.

O bastonário pede às autoridades que mudem essa forma de tratar os quadros, , particularmente os da saúde.

“Esta política deve ser revista porque se ao não acontecer, todos fazemos a enfermagem como curso de transição”, sublinhou.

Por seu lado, o director nacional interino dos Recursos Humanos do Ministério da Saúde, Óscar Isalino, acalentou os enfermeiros angolanos com a revisão das carreiras profissionais, entre médicos, enfermeiros, especialistas em diagnósticos e terapêuticos e de apoio hospitalar.

“A ideia é adequa-las à nossa realidade e serem carreiras que inclusivas a todos os profissionais e permitam o desenvolvimento das profissões”, garantiu.

Fórum Facebook

XS
SM
MD
LG