Links de Acesso

Embaixadora americana diz que a guerra contra a Coreia do Norte está mais próxima


Nikki Haley no Conselho de Segurança da ONU

Nikki Halley responsabiliza Pyongyang pela situação e diz que em caso de guerra a Coreia do Norte será destruída

A embaixadora dos Estados Unidos na ONU afirmou nesta quarta-feira, 29, na reunião do Conselho de Segurança, que o último lançamento do míssil intercontinental feito pela Coreia do Norte deixou mundo próximo da guerra.

"Nós nunca procuramos uma guerra com a Coreia do Norte, mas se a guerra vier será por causa de seus actos contínuos de agressão como o que testemunhamos ontem", disse Nikki Haley, garantindo que, nesse cenário, “o regime norte-coreano será totalmente destruído”.

A reacção de Haley acontece depois de a Coreia do Norte ter lançado o míssil Hwasong-15, que voou por mil quilómetros até cair no Mar do Japão, alcançou mais de quatro mil quilómetros de altitude, o que representa a máxima altura atingida até o momento por um projétil norte-coreano.

A televisão oficial de Pyongyang KCTC anunciou que o projéctil é capaz de atingir "todo o território norte-americano".

Por seu lado, a agência norte-coreana KCNA divulgou imagens do lançamento do míssil e do líder Kim Jong-un comemorando o teste.

Haley também pediu que todos os países cortem relações com a Coreia do Norte e disse que “ninguém pode duvidar que o ditador da Coreia do Norte está se tornando mais agressivo em obsessão pelo poder nuclear".

A reunião de emergência do Conselho de Segurança foi solicitada pelos Estados Unidos, Japão e Coreia do Sul.

Fórum Facebook

XS
SM
MD
LG