Links de Acesso

Eleições na Nigéria adiadas horas antes da abertura das assembleias de voto


Eleitores apelam ao voto não à guerra numa campanha a 6 de fevereiro (G. Alheri/VOA)

Eleitores na Nigéria foram surpreendidos este Sábado com a notícia de que as eleições marcadas para hoje (16 de fevereiro) foram adiadas para a próxima semana.

A comissão eleitoral da Nigéria adiou a ida às urnas apenas algumas horas antes das assembleias de voto abrirem, uma decisão que o presidente da comissão eleitoral, Mahmood Yakubu, considerou difícil, mas necessária, sem avançar com muitos detalhes.

No entanto, os media locais têm reportado que o material de voto não tinha chegado a todas as partes do país, sugerindo que isso possa ser o motivo do adiamento.

Mais de 100 soldados mortos nas últimas três semanas na Nigéria

Um funcionário da comissão eleitoral disse à Reuters que alguns boletins de voto estavam desaparecidos. Um dos grupos da sociedade, que está a monitorar o processo eleitoral, diz que isso põe em causa a credibilidade e competência da comissão eleitoral, que durante os últimos dias reafirmou que estava tudo a postos.

O Presidente da Nigéria, Muhammadu Buhari, pediu à população que mantenha a calma, perante esta notícia, considerando que este é um momento experimental da jornada democrática do país.

Espera-se que esta eleição seja renhida, entre o actual Presidente Buhari e o seu principal rival, que já foi vice Presidente da Nigéria Atiku Abubakar.

As autoridades nigerianas aumentaram, entretanto, a segurança em quase todo o país. Autoridades do Estado de Kaduna informaram na sexta-feira, que a onda de violência já causou a morte a pelo menos 66 pessoas morreram, entre elas 22 crianças.

Fórum Facebook

XS
SM
MD
LG