Links de Acesso

Ébola está na cidade


Moradores de West Point, Monróvia, Libéria. Ago. 20, 2014.

Na capital da Libéria, o ébola já chegou às ondas da rádio, e não estamos a falar de notícias. “Ébola está na cidade” é o mais recente sucesso musical, com ritmo de dança, mas que também tem uma mensagem sobre a importância da prevenção contra a doença.

Será que uma música pode mudar as mentalidades das pessoas no que toca ao ébola?

Em Maio deste ano três cantores liberianos concluíram que as pessoas não estavam a levar a sério o surto do ébola. As pessoas pensavam que era uma forma do Governo roubar o seu dinheiro.

please wait

No media source currently available

0:00 0:02:24 0:00
Faça o Download

Por isso os músicos decidiram chamar a atenção do povo de outra forma e funcionou. Poucos dias depois de terem gravado, "Ebola in Town", em português “Ébola está na cidade”, a música era um sucesso em toda a Monróvia.

O músico Samuel “Shadow” Morgan diz que não queriam a típica música de alerta: lenta, melosa e séria. Eles queriam algo que as pessoas pudessem dançar.

“Hoje em dia toda a gente quer dançar. Primeiro eles vão ceder ao ritmo e depois vão dar atenção ao refrão. A partir do refrão vão ouvir o resto da letra e entender sobre o que se trata de facto”.

O último verso, por exemplo, é sobre como se pode contrair a doença comendo carne de macaco ou de outros animais selvagens.

“If you like the monkey/Don't eat the meat/If you like the baboon/I said don't eat the meat/If you like the bat-o/Don't eat the meat/Ebola in town.”

Jennifer Chu trabalha em marketing social para campanhas de saúde pública na agência de Relações Públicas Ogilvy. É simples, é directa e autêntica, diz ela, e é raro encontrar uma música assim informativa e popular, acrescenta.

“De uma forma mágica está de facto a captar as pessoas e tem uma óptima mensagem de saúde”

A directora do Centro para Programas de Comunicação na Escola de Saúde Pública no Johns Hopkins Bloomberg diz que a música pode ser uma ferramenta poderosa para passar a mensagem.

Susan Krenn defende que o entretenimento é uma óptima forma de captar a atenção das pessoas e nesse campo metade da batalha na Libéria está ganha.

Há 20 anos a trabalhar nesta area, Susan diz também que não basta a música, é preciso criar um pacote completo e uma acção que vá da rádio à televisão, jornais, revistas e muito mais.

Na Libéria, “Ébola está na Cidade” não é a única música sobre a doença que se poderá ouvir. O ministro da saúde liberiano colocou outra música com factos, medidas de prevenção, mas Jennifer Chu, diz que tem demasiada informação e que não atrai como o sucesso “Ébola está na cidade”

Alguns especialistas em Comunicação dizem que a mensagem do “Ébola está na cidade” é um pouco restricta.

Os músicos dizem estar disponíveis para fazer uma revisão, mas que depois de uma reunião com o ministro da saúde da Libéria não voltaram a ser contactados.

Vídeos:

"Ebola in Town" Shadow & Kuzzy Of 2Kings - Atenção, as imagens podem ser chocantes

Server error

Oops, as you can see, this is not what we wanted to show you! This URL has been sent to our support web team to the can look into it immediately. Our apologies.

Please use Search above to see if you can find it elsewhere

Ebola - Black Diamond

Server error

Oops, as you can see, this is not what we wanted to show you! This URL has been sent to our support web team to the can look into it immediately. Our apologies.

Please use Search above to see if you can find it elsewhere

XS
SM
MD
LG