Links de Acesso

Domingos Simões Pereira revela encontro entre PR e militares


Domingos Simões Pereira

Presidente do PAIGC pergunta a razão de um almoço sem a presença da imprensa

O presidente do PAIGC, Domingos Simões Pereira, questionou o facto de o Presidente da República ter almoçado ontem com oficiais das Forças Armadas no Quartel-General em Bissau.

"O que nós questionamos é a pertinência pelo seu momento e o conteúdo das comunicações que lá foram feitas", disse Simões Pereira, em conferência de imprensa nesta sexta-feira, 16, na qual acusou José Mário Vaz de ter passado uma mensagem errada.

"O Presidente da República passa uma mensagem completamente errada quando a meio da sua intervenção diz que não tem condições de dizer tudo o que o levou ao Estado-Maior", revelou o antigo primeiro-ministro que ainda disse ter Vaz sugerido um outro encontro "mais restrito" para informar os militares dos propósitos da visita.

Domingos Simões Pereira lamentou ainda o facto de o encontro não ter sido acompanhado pelos jornalistas, mas advertiu estar "muito bem informado" sobre o teor das conversas.

"Um comandante em chefe das Forças Armadas fala para a Nação, não fala para grupo de pessoas e não pode ter segredos com as chefias militares", acrescentou Simões Pereira, reiterando continuar “a acreditar nos militares".

"Já é muito difícil acreditar no Presidente da República, concluiu o presidente do PAIGC que, sobre as sanções da CEDEAO aplicadas a 19 personalidades guineenses, afirmou que "quem tem responsabilidades no cartório deve pagar pelos seus erros”.

Guiné-Bissau:Reabilitado Centro de Caúde de Canogo

Fórum Facebook

XS
SM
MD
LG