Links de Acesso

Dez prisioneiros de Guantánamo serão transferidos para Omã


Guantánamo

No seu pico, Guantánamo chegou a ter 779 prisioneiros. Neste momento tem menos de 50.

As autoridades do Sultanato de Omã disseram, hoje, que irão receber 10 prisioneiros da cadeia militar da Baia de Guantánamo, Cuba.

Os nomes e nacionalidades dos prisioneiros não foram revelados.

Em 2009, quando o Presidente Barack Obama assumiu o poder prometeu encerrar a cadeia afirmando que a mesma não reflectia os valores americanos, uma vez que muitos dos prisioneiros permanecem anos sem julgamento e alguns foram torturados.

Observadores dizem que mais prisioneiros poderão ser soltos nas últimas horas do mandato de Obama.

Contudo, o Secretário de Estado da Defesa, Ash Carter, disse que não espera a libertação de mais detidos de Guantánamo.

O Presidente-efeito, Donald Trump, disse na sua campanha que não iria fechar a cadeia de Guantánamo, porque tencionava para lá mandar alguns indivíduos maus.

Guantánamo é administrada pelos Estados Unidos antes da chegada de Fildel Castro ao poder e foi declarado centro de detenção pelo antigo Presidente George Bush depois dos ataques terroristas de 2001, que mataram cerca de três mil pessoas em Nova Iorque e Washington.

No local foram detidos prisioneiros capturados pelos Estados Unidos e seus alidaos na luta contra o al-Qaida e outros grupos terroristas no Médio Oriente e Afeganistão.

No seu pico, Guantánamo chegou a ter 779 prisioneiros. Quando Bush saiu da presidência, tinha cerca de 500 detidos. Neste momento tem menos de 50.

XS
SM
MD
LG