Links de Acesso

Desilusão no Qatar: Nenhuma mulher eleita nas legislativas do país


Contagem de votos numa assembleia de voto na capital do Qatar, Doha. 2 de Outubro, 2021

As eleitoras expressaram desilusão este domingo, depois que nenhuma mulher foi eleita nas legislativas do Qatar, enquanto as atenções estão focadas em se o emir usará os seus poderes para nomear 15 legisladores para aumentar a representação.

Trinta homens foram eleitos para o Conselho Shura do Qatar nas eleições de sábado, apesar de mais de duas dúzias de mulheres se terem candidatado ao órgão, que é visto como um aceno para a democracia, em vez de um parlamento completo.

"A cota (do emir) é a tábua de salvação para garantir a representação das mulheres na próxima assembleia", disse a candidata derrotada Aisha Jassim al-Kuwari, que concorreu num distrito eleitoral ao lado de outras quatro mulheres contra 14 candidatos do sexo masculino.

“Esperamos nomear de quatro a cinco mulheres porque a presença feminina é muito importante.

“Algumas das candidatas ficaram decepcionadas, é claro, porque apresentaram programas fortes - mas não devemos esquecer que algumas eleitoras escolheram homens e essa é a vontade do povo”.

Não se sabe quando as nomeações do emir serão anunciadas ou quando o conselho se reunirá.
Dania Thafer, directora do Fórum Internacional do Golfo, twittou "Eu prevejo uma grande probabilidade de mulheres serem indicadas pelo emir".

Dos 284 aspirantes à disputa pelos 30 assentos disponíveis no conselho, apenas 28 eram mulheres, embora a proporção final após uma série de retiradas de candidatos de última hora não tenha sido publicada.

Fórum Facebook

XS
SM
MD
LG