Links de Acesso

Democratas esperam "votos" de republicanos para convocar testemunhas no julgamento de Trump


John Roberts preside julgamento no Senado

No dia em que os senadores vão decidir se convocam testemunhas para o julgamento da impugnação de Donald Trump, os democratas esperam pelo voto de quatro republicanos para conseguir a maioria de 51 votos necessários.

A decisão deve ser tomada na tarde desta sexta-feira, 31.

Até agora, observadores indicam que há um empate, 50-50, e, nesta situação fazem duas leituras: o juiz-presidente do Supremo Tribunal, John Roberts, que dirige o julgamento pode votar, o que alguns analistas desaconselham e consideram ser pouco provável por não haver jurisprudência, ou colocar o caso em votação e concluir que a proposta de convocar testemunhas não passou por não ter conseguido os 51 senadores.

Juristas e analistas não apontam qualquer desfecho.

Caso a proposta não passar, a votação do julgamento pode avançar ainda e está garantida a absolvição do Presidente Trump em virtude de os republicanos terem votos suficientes.

Os democratas, que têm 47 votos, necessitam de 67 senadores para condenar e afastar o Presidente.

Os democratas continuam a defender a chamada do ex-Conselheiro de Segurança Nacional, John Bolton, que confirmou num livro a ser publicado em breve que o Presidente reteve a ajuda militar à Ucrânia em troca de uma investigação do Presidente Volodymyr Zelenskiy a negócios do filho do antigo vice-presidente Joe Biden, seu potencial rival político na eleição de Novembro.

Os republicanos discordam dizendo que os democratas estão apenas a fazer jogo político com vista à eleição presidencial e que o Presidente não fez nada ilegal.

Donald Trump é apenas o terceiro Presidente da história a sofrer processo de impugnação.

Fórum Facebook

XS
SM
MD
LG